sábado, 8 de outubro de 2011

Grandes Mamíferos da Pré-História Brasileira - Preguiça- Gigante


Há 11 mil anos, em áreas formadas por vastos cerrados e sob um clima frio e seco, os primeiros grupos de homens do país tiveram o privilégio (ou não) de conviver com animais de grande porte hoje extintos, como a preguiça-gigante.
A preguiça-gigante surgiu na América do Sul há 30 milhões de anos atrás e pertence a família dos tatus e dos tamanduás. Em 1996, depois de 160 anos de estudos, pode-se enfim montar um esqueleto completo desse animal graças à ossada encontrada na Chapada Diamantina, na Bahia.
O achado possibilitou conhecer a anatomia do maior exemplar de nossa mega-fauna, reconstituir seus músculos e, assim, obter informações sobre sua forma de locomoção. Diferentemente das preguiças atuais, comuns na Amazônia, as gigantes dificilmente subiam em árvores, já que tinham de 3 a 6 metros de comprimento e chegavam a pesar 5 toneladas.
O aquecimento geológico ocorrido há 10 mil anos foi fatal para o mamífero (e todos os gigantes) e fez com que apenas as preguiças arborícolas se salvasssem, refugiando-se nas florestas tropicais.

Fonte: Adaptado da Revista Nova Escola, págs. 40-41, Nº 212, maio de 2008 

2 comentários:

  1. eu queria ser dessa era para ver enormes animais como esses q graça tem vc ir algum lugar e ver uma priguicinha pequenina agora grande desse jeito ai chamaria atençao

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário